Kwid E-Tech 100% elétrico em pré-venda em  São Paulo/SP 

Fique por dentro:

Renault Kwid elétrico

Além de vender o Kwid, o carro mais barato do Brasil (ainda que ele custe R$ 60 mil), a Renault acaba de lançar a versão elétrica do compacto, que será o modelo de entrada do segmento.  

Renault Kwid elétrico

Importado da China, o Kwid E-Tech teve a  pré-venda iniciada nesta quinta-feira (14) e será vendido em versão única por R$ 142.990, valor próximo ao de um  VW T-Cross Comfortline de R$ 148.190. 

Renault Kwid elétrico

Ele estréia no Brasil com o mesmo visual do City K-ZE, vendido na Ásia. Isso inclui a grade fechada com o logotipo da Renault, elementos cromados, e luzes diurnas de LED. Na parte de baixo da dianteira ficam os faróis de dupla parábola. 

Renault Kwid elétrico

As laterais recebem apliques plásticos e a traseira é equipada com lanternas com grafismos diferentes das usadas no Kwid a combustão. O para-choque traseiro muda e traz um desenho distinto do refletor. 

Renault Kwid elétrico

Mas o trem de força do modelo lançado no Brasil é diferente do que equipa o City Z-KE. Por aqui, ele entrega  65 cv de potência,  3 cv a mais que o  JAC E-JS1, antigo elétrico mais barato  do país 

Renault Kwid elétrico

De proposta urbana, o hatch subcompacto é equipado com uma pequena bateria de 26,8 kWh que fornece autonomia de 298 km na cidade e 248 km no ciclo combinado, segundo os padrões do Inmetro. 

Renault Kwid elétrico

Para aumentar a autonomia, o motorista pode trocar o modo de condução para o Eco, no qual a potência é limitada a 45 cv, a velocidade máxima em 100 km/h 

Renault Kwid elétrico

A carga da bateria se regenera por meio da desaceleração e da frenagem. De acordo com a Renault, é possível recuperar até 9% do consumo da bateria. 

Pantanal 2022- Curiosidades sobre o remake da Globo 

O Coringa de Barry Keoghan em The Batman 2022